Famílias invadem área de assentados do Gramado

Famílias invadem área de assentados do Gramado 1

Um novo impasse toma conta de um problema que já havia sido dado como resolvido. Um dos locais para onde foram levadas famílias que moravam na área invadida do Jardim Gramado já registra novas invasões. Para piorar, agora elas enfrentam mais um drama: com construções irregulares, parte das casas ficará “ilhada”, sem acesso para entrar ou sair.

A área fica na Rua Francisco Stancker, no Bairro Santa Felicidade, zona sul de Cascavel. Para lá, foram levadas sete famílias que eram da invasão do Gramado, mas outras três invadiram e hoje moram no local sem autorização. “Já estamos fazendo todos os procedimentos judiciais para providenciar o despejo”, disse o gestor do Território Cidadão, José Carlos da Costa, o Cocão.

A situação veio à tona porque os moradores improvisaram uma rua devido às construções irregulares, mas agora a dona do terreno do lado resolveu murar a área, o que vai impedir o acesso a boa parte dessas famílias. “Eles mesmos fecharam os acessos deixados pelo Município. Fizeram ampliações irregulares e precisaram abrir esse corredor”, explica Cocão.

“Quando nós construímos as casas, orientamos as formas de deslocamento dentro do terreno e disse que não poderiam fazer ampliações justamente por causa dos acessos. Desobedeceram e agora ficaram sem saída”, acrescenta.

Segundo Cocão, a única forma de resolver o problema é demolir as obras irregulares.

Legenda:

Estacas brancas marcam onde será construído o muro

BOX

Futuro das famílias

O gestor do território cidadão, José Carlos da Costa, explica que a prefeitura trabalha com projetos dentro dos moldes do Minha Casa, Minha Vida para tentar incluir as famílias que moravam na área invadida do Jardim Gramado (desde 1999) e foram realocadas ano passado. Contudo, diz que não há qualquer previsão de data e assegura que apenas quem estava cadastrado será beneficiado. “Ninguém que está ocupando área de forma irregular será contemplado”.

Related posts