Cadastro para o Minha Casa Minha Vida Faixa 1,5 encerra nesta quinta-feira

Cadastro para o Minha Casa Minha Vida Faixa 1,5 encerra nesta quinta-feira 1

As pessoas que se enquadram nos requisitos do Programa Minha Casa Minha Vida Faixa 1,5 tem a última chance para garantir o seu apartamento. A Prefeitura de Farroupilha abriu a última etapa para o preenchimento de 24 vagas disponíveis no Residencial Vista do Vale, no bairro 1º de Maio. Para garantir o seu imóvel, o cidadão deve residir em Farroupilha, não ser proprietário ou promitente-comprador de imóvel, possuir CPF regular e não estar negativado no SPC, SERASA e outros, não ter sido beneficiado anteriormente em programas de habitação social e possuir renda familiar de até R$ 2,6 mil.

Os apartamentos são completos, contendo dois quartos, sala de estar e jantar, banheiro, cozinha, área de serviço e sacada. O valor é de R$ 117 mil, podendo ser pago em até 30 anos.

A inscrição deve ser feita até está quinta-feira, dia 17, na Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, localizada junto ao CEAC. O horário de atendimento é das 9h às 16h, sem fechar ao meio-dia. Informações também podem ser obtidas pelo telefone 3261.6961.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social e Habitação, Maria da Glória Menegotto, já foram comercializados 196 apartamentos. Ela orienta também que possivelmente essa será a última oportunidade de conseguir imóveis do programa habitacional na faixa 1,5. Seguindo norma do Governo Federal, se os 24 apartamentos não forem comercializados, os que sobrarem devem ser ofertados na faixa 2,0 – para famílias com renda entre R$ 2,6 mil e R$ 3 mil.

 

Confira a lista de documentos necessários para a realização do cadastro:

 

– RG, CPF e Certidão de Nascimento/Casamento de todos os integrantes do núcleo familiar e/ou Escritura Pública de União Estável, se existir;

– Comprovante de renda do interessado e do (a) cônjuge do núcleo familiar que estão inseridos no mercado de trabalho formal (folha de pagamento dos últimos três meses – outubro, novembro e dezembro);

– Comprovante de endereço (com data de vencimento do mês de dezembro);

– Extrato de FGTS, se houver;

– Carteira do trabalho do interessado (atual e anterior (es), se houver) e do (a) cônjuge.

 

Obs: O cadastro somente será efetivado com toda a documentação em mãos.

 

Ouça a entrevista com a secretária de Desenvolvimento Social e Habitação, Maria da Glória Menegotto:

 

 

Foto: Reprodução

Related posts